Ligue-se a nós

Sem Categoria

“La valija de Antonini Wilson fue la número 21”: ex jefe de inteligencia de Chávez confirma que le dieron US$ 21 millones al kirchnerismo

Publicado

no

Hugo ‘El Pollo’ Carvajal confirmó que en total para la campaña de 2007 de Cristina Kirchner, Chávez le envió 21 millones de dólares del narcotráfico.

El ex jefe de inteligencia del chavismo sigue hablando y presentando pruebas tras su arresto en España. Esta vez profundizó sobre cómo el por entonces dictador Hugo Chávez financió la campaña presidencial del 2007 de Cristina Kirchner, con dinero el narcotráfico.

Los 800.000 dólares que le incautaron al empresario venezolano Guido Antonini Wilson el 4 de agosto de 2007 en Aeroparque no fueron los únicos billetes que el régimen de Hugo Chávez envió a la Argentina en forma ilegal.

Así lo reveló Hugo “El Pollo Carvajal”, quien se encargó personalmente de la logística en su cargo de Director General de Contrainteligencia, al declarar ante un juez de España, donde se encuentra detenido a la espera de ser extraditado a los Estados Unidos.

Lo que no se supo es que ese era su vuelo número 21, con 20 entregas previas de 1 millón de dólares cada una y entregadas sin problemas, ya que pagaban a funcionarios del aeropuerto argentino que los dejaban pasar sin ningún inconveniente”, confesó Carvajal, según quedó registrado en un documento judicial que fue publicado por OK Diario.

En la imagen, el documento con parte de la confesión de "El Pollo" (OK Diario)En la imagen, el documento con parte de la confesión de “El Pollo” (OK Diario)

En 2007, Antonini Wilson arribó a la Argentina junto al ex titular del Occovi, Claudio Uberti, el ex presidente de Enarsa y quien contrató el vuelo privado, Exequiel Omar Espinosa, y Victoria Carolina Bereziuk, secretaria de Enarsa y persona de confianza de Néstor Kirchner.

El vuelo provenía de Venezuela, y cuando arribaron todas estas personas en Aeroparque, la entonces agente aduanera María Luján Telpuk levantó sospechas acerca del contenido de la valija, y le ordenó al empresario que abriera la valija.

Uberti trató de frenarla diciéndole quién era, y que era un ingreso autorizado por el gobierno, pero la plata no había sido declarada y Telpuk le terminó decomisando la valija con US$ 790.550 len base al artículo 978 del Código Aduanero.

Antonini Wilson luego declaró que esos fondos eran para la campaña electoral de Cristina Kirchner, que en 2007 iba a su primera elección en una decisión que tomó a muchos por sorpresa. Néstor había ganado en 2003 con un 22% de los votos y el kirchnerismo necesitaba arrasar en 2007 para legitimar su gobierno y las reformas de izquierda que estaba impulsando.

Con los 21 millones de dólares que le llegaron desde Venezuela, según declaró Carvajal, Cristina Kirchner ganó su primera elección presidencial con el respaldo del 45% de la población.

Brasil

Bolsonaro sanciona lei que simplifica a cobrança do ICMS sobre combustíveis

Publicado

no

A medida também valerá para gás natural e querosene de aviação

O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos a Lei Complementar 192/22, que simplifica a cobrança do ICMS, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, sobre os combustíveis. O ICMS único também valerá para o gás natural e para a querosene de aviação.

A nova lei, aprovada pelos senadores na quinta-feira (10) e, posteriormente, no início da madrugada de sexta, na Câmara dos Deputados, foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na sexta-feira (11).

Atualmente, a alíquota do imposto é um percentual cobrado em cima do preço final do litro na bomba, que sofre variações do dólar e do preço internacional. O texto sancionado determina que a cobrança do ICMS ocorra sobre o preço na refinaria ou no balcão de importação, quando o combustível vier do exterior. Os novos valores ainda serão definidos pelo Conselho Nacional de Política Fazendária, que reúne os secretários da área econômica de todos os estados e do Distrito Federal.

O diesel é o único combustível que deve adotar uma regra de transição emergencial. Enquanto não começar a cobrança única, o valor de referência para o ICMS do diesel será a média móvel dos preços nos últimos cinco anos.

Após a definição das novas alíquotas, o imposto só pode sofrer o primeiro reajuste 12 meses depois. Os aumentos seguintes podem ser feitos em intervalos de seis meses.

Além das mudanças no ICMS, principal tributo estadual, o texto também reduz a zero as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins sobre os combustíveis, prevendo a isenção sobre combustíveis em 2022.

*Com informações da Agência Brasil

Continuar Lendo

Brasil

Governo Federal: internet de alta velocidade para a população da Região Amazônica

Publicado

no

A internet chegará por meio de cabos de fibra ótica instalados nos leitos dos rios.

Na sexta-feira (14), o governo realizou uma cerimônia de lançamento do cabo da Infovia 00, que vai levar internet de alta velocidade a cerca de um milhão de moradores dos estados do Amapá e Pará, por meio de cabos de fibra ótica instalados nos leitos dos rios. O evento contou com a participação do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

A iniciativa parte de um marco das ações do Programa Amazônia Integrada Sustentável, que inclui o programa Norte Conectado, coordenadas pelo Ministério das Comunicações.

Bolsonaro disse no evento que “o lançamento desse cabo submerso (…) vai conectar toda Região Norte do Brasil“. “Isso é realmente fantástico para a nossa Região Norte, que engloba sete estados da federação”, completou.

Serão 770 quilômetros de extensão de fibra ótica subfluvial que vai conectar Macapá (AP) com Santarém (PA), passando pelas cidades paraenses Alenquer, Almeirim e Monte Alegre. A previsão é que a implantação da rede principal da Infovia 00 seja concluída até 31 de janeiro.

A velocidade da conexão será quase mil vezes superior à banda larga doméstica. Em cada município, redes metropolitanas distribuirão o sinal da fibra óptica para organizações como instituições de ensino e pesquisa, hospitais, centros de saúde e unidades do poder judiciário.

O projeto foi pensado tendo em conta os impactos ambientais. É por isso que o governo optou pelo cabeamento por meio do leito dos rios já que uma rede típica, enterrada ou por postes, poderia provocar a derrubada de milhões de árvores.

O presidente visitou a plataforma de lançamento dos cabos de fibra ótica subfluvial da Infovia 00 e acompanhou o início do lançamento da estrutura no leito do rio. Os cabos, produzidos na Alemanha, são revestidos com aço e camadas de proteção, e estão armazenados em dois carreteis que pesam quase uma tonelada. A sua vida útil prevista é de 25 anos.

Com toda engenharia e tecnologia aplicada, o projeto da Infovia 00 contou com investimento de R$ 94 milhões, a maior parte de recursos do Ministério das Comunicações. Também houve repasses do Ministério da Educação, do Conselho Nacional de Justiça e de emenda do Senado.

Através do mesmo Programa, outras oito infovias serão construídas em breve e terão quase 12 mil quilômetros de extensão, passando pelos rios Amazonas, Negro, Solimões, Madeira, Purus, Juruá e Rio Branco. Os cabos de fibra óptica levarão conexão a 58 cidades da região Norte e beneficiarão cerca de 10 milhões de brasileiros que hoje vivem em localidades com baixa ou pouca infraestrutura de conectividade.

De acordo com o Ministério das Comunicações, na construção serão investidos mais de R$ 1,7 bilhão mas parte dos recursos virá da arrecadação do leilão do 5G.

Continuar Lendo

Brasil

Alexandre de Moraes prorroga inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

Publicado

no

O ministro Alexandre de Moraes, durante sessão de julgamento sobre limite para compartilhamento de dados fiscais

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes prorrogou por mais 90 dias o inquérito que apura a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

A abertura do inquérito foi autorizada em abril de 2020, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), e tem como objetivo apurar as declarações do ex-juiz Sergio Moro, que ao se demitir do cargo de ministro da Justiça acusou o presidente de uma suposta interferência na PF por meio da troca do diretor-geral da instituição

De acordo com o ministro do STF, “considerando a necessidade de prosseguimento das investigações e a existência de diligências em andamento, nos termos previstos no artigo 10 do Código de Processo Penal” se prorrogará “por mais 90 dias, a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de janeiro de 2022), o presente inquérito”.

No dia 4 de novembro, Bolsonaro prestou depoimento à Polícia Federal sobre o caso e negou que houvesse “qualquer intenção de interferência política” quando sugeriu ao ex-ministro da Justiça, a alteração nas gestões de Superintendências Regionais da PF.

Por outro lado, Bolsonaro confirmou que havia solicitado a substituição do então diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, devido a “falta de interlocução” entre ambos.

Desde a sua saída, Sergio Moro foi chamado de “Judas” por grande parte dos apoiadores do presidente. Atualmente, longe do Executivo, o ex-juiz lançou a sua candidatura para o cargo de presidente nas eleições de 2022.

Segundo as últimas imagens publicadas nas redes sociais, Moro tem uma péssima recepção por parte da população e até o momento não indica ser uma ameaça aos dois candidatos mais fortes destas eleições, Lula da Silva e Jair Bolsonaro.

Continuar Lendo

Trending